We've updated our Terms of Use. You can review the changes here.

Futuro

by TARDA

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    Purchasable with gift card

      $5 USD  or more

     

  • Cassette + Digital Album

    Includes unlimited streaming of Futuro via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    ships out within 1 day
    edition of 20 

      $10 USD or more 

     

1.
No miolo do corpo Essa tempestade que chamamos de progresso Manda quem não sente Nossas utopias deixamos pra depois Depois que tudo acaba não é o fim E nada vira qualquer coisa Virado do avesso Andando de costas Até que tudo caia Até que nada caiba Até que nada caiba Até que tudo caia Ninguém me dirá quem sou Nem saberá quem fui
2.
Wishes 04:30
Your tired eyes Your cold heart What do you feel about me I don't know what do you feel about me Trust me I'm a different person Trust me Things change all the time Trust me Everything changes all the time All the time All the time I walk outside as you fall slowly Get away from me I'm a slave of my wishes Trust me I'm a different person Trust me Things change all the time Trust me Everything changes all the time All the time All the time
3.
Hilda 02:13
E de repente aparece o meu nome nessa fita. A cantora ao invés de dizer o que ela teria eventualmente que dizer, ela diz 'HILDA' mas mais sussurrado 'tu est près de moi' isso quer dizer em francês você está perto de mim Porque eu por exemplo não pertenço a nenhuma seita e faço a gravação completamente, vamos dizer, dissociada de religiosidade. Então eu converso normalmente e, aliás, se você começar a colocar posturas e rituais as vozes disseram pro Juergenson que não gostam desse tipo contato com certa ritualística essa coisa toda ‘então agora, meus irmãos’. Nada disso, você conversa normalmente as vozes aparecem sim ou não.
4.
The sound of chaos is rising outside Paranoia waking up in silence Calling up all the ghosts in my mind Just can´t help to ignore my surroundings I mean it always comes in like a shout Kinda loud and never invited While im living inside i'm alright But I know this is going down when i'm out I am out of sight, i am starving I know i might taste it I'm feeling the rage Been dreaming away just like Martin It's fear replacement Theres no other way It could be a jump but it's falling Imma make my way through the glass I might break Overthinking I can not control it There's no peace I might crack it all open But I know imma turn this over And I know I can turn this over É sal que queima minha vista pro mar Mas aqui se me queima é cidade Mau agouro, algo me distrai São Paulo tá quente, vem tempestade Assim que toda a loucura passar Talvez haja algum tempo de escape E eu conheça uma vida normal Por agora eu já mergulhei nesse caos Se esse caos não me cabe é saudade Dormir só na rede, minha vida de rei Depois que crescer, só coragem Pra andar só pra frente, desaparecer Não sabe da missa, a metade Vai falar só besteira e dizer que eu errei Mas eu fui criada pro Ataque Apesar de toda a sabotagem Continuo vivendo de arte E eu não quero ninguém pra me socorrer To chill The weed And caffeine in my piss I am free I mean i do what i feel like No trust the drugs No longer we wanna fit in We busy, We preaching we wanna to be like The king, the queen But i know we´re drag inside And all that we care is high I mean, alright, i'm lying You might call us crazy Say my rhyme is lazy Go on keep on hatin Its fear replacement I ain't gonna take it
5.
Cane Lugubre 04:31
6.
Pantasma 04:52
[Emilia Fart] I just woke up Its four pm I want… [rádio] podemos decir que las cosas podrán salir tan bien, que las cosas avanzan tan bien en este proceso, porque veamos Brasil… [Halcyon] Welcome to Halcyon. Do you want to play? [Rick Dyer] A room full of people talking to computer And computers talking back to people [Clarice Lispector] Não altera em nada [Ivan Joseph] Here’s to the crazy ones, the misfits, the rebels, the troublemakers, [Clarice Lispector] Escrevo e tenho esperança que o que escrevo altere qualquer coisa [Ivan Joseph] We’re supposed to be different, folkes And when people look at us believe in yourself [Julio Lerner] — Então por que continuar escrevendo, Clarice? [Clarice Lispector] — E eu sei? [Rádio Libertadora] Atenção, está no ar a Rádio Libertadora de qualquer parte do Brasil, rádio clandestina da revolução o desejo de todo revolucionário é fazer a revolução [Emilia Fart] Sorry sorry that makes me supper unlikable, sorry Sorry I’m completely encapsulated And... just help me escape From everyone I’ve known But I mean obviously that’s just, you know It’s just a visual imagining of me trying to retreat and not be hurt or abandoned by everyone I love That’s just, you know When you love and depend on people and you get used to them it’s a little... scary Don’t you think? [Julio Lerner] — É produto de reflexão ou uma emoção? [Clarice Lispector] — Raiva, um pouco de raiva [Julio Lerner] — Por que, Clarice? [Clarice Lispector] Eu sei que antes ninguém me entendia, agora me entendem A história não é isso só, não, a história é de uma inocência pisada De uma miséria anônima [Shirley Chisholm] I would welcome the efforts of concerned citizens of all ages to stop the abuse of our environment Instead of watching a football game on television While young people beg for the attention of their president I’d encourage them to speak out Organize for peaceful change [Carlos Marighella] A luta já começou [Shirley Chisholm] I’d remind at this hour: A house divided cannot stand [Dilma Rouseff] No passado com as armas e hoje com a retórica jurídica pretendem novamente atentar contra a democracia e o estado de direito Resistir sempre Resistir para acordar as consciências ainda adormecidas Para que juntos finquemos o pé no terreno que está do lado certo da história Mesmo que o chão trema e ameace de novo nos engolir
7.
Eco 04:28
Me calo a força Me alio ao tempo Quando fala a dor Me calo a força Me alio ao tempo Quando fala a dor Quando cala a dor
8.
Breve, sua Breve Sombra constante Me segue Segura, torce e quebra Meu lado humano Um descuido se cria E cai O abismo não está cheio a ponto de transbordar Está apenas até a borda Nenhuma culpa Água flui e não se acumula em parte alguma Passa por lugares perigosos Preenche todas as depressões antes de seguir adiante As coisas não podem pertencer a um estado constante de sobrecarga Um copo, uma tigela, uma jarra Não poderá nos conter Somos água Mergulho em escuro e fundo rubi bruto Mãos cegas em culto não podem me ver Filho fruto de imaculado entulho Água quieta em queda não molha você Correnteza sou eu que te sugo em abismo profundo Se me quebra a dura tensão superficial, me molho Fortes nos despejam em mar Até os destroços se deitam Eu nunca adormeço Ao invés, me perco em espelho Seu beijo, meu desejo em cacos dissolve Uma estrada, água negra passa apressada Meus olhos se fecham E se deixar que me levem? De seu braço, meu berço Água feita de pele Que me arraste em ressaca Pois já sei o que quero Nem mais fortes nem terra Correnteza se mexe e eu caio Eu caio Abro os olhos e os lábios Lá fora, verde água claro Mande um beijo e um abraço É que eu quero cair
9.
Breath 03:02
Hold your breath Today you just have to keep yourself alive Take a breath Today you must keep yourself alive Hold a breath Today you keep yourself alive
10.
Cadê você? Cadê?
11.
Futuro 04:58
Se eu for levar Tudo comigo Não vou chegar Se eu carregar Meu passado Não vou chegar Me apegar Não quero mais Me perguntar Há futuro? Há futuro comigo? Se perguntar não vou negar Me carregar Te carregar Há futuro? Há futuro comigo?

about

Em um cenário que beira ao desalento, Tarda oferece consolo e nos convida a vislumbrar a possibilidade de um amanhã em um sopro agudo de inspiração e esperança. Futuro é o único arranjo sonoro possível para os tempos de anormalidade enfrentados atualmente, capaz de embalar os melhores devaneios, sejam eles brilhantes ou opacos.
(por Paula Coraline)

credits

released November 11, 2020

Produção: TARDA
Gravações: “Quarto Intergaláctico” e “Estúdio-Coisa”.
Gravações adicionais: “Frango no Bafo”
Mixagem: Victor Galvão
Masterização: Lina Kruze
Distribuição: CD Baby
Capa e arte gráfica do álbum: Randolpho Lamonier
Assessoria de imprensa: Grão Pixel

license

all rights reserved

tags

about

TARDA MG, Brazil

Tempo de fluidez de água e uma demora grave, sons que ficam e demarcam um lugar de acolhimento familiar e inóspito onde não podemos ser nós mesmas, mas aquilo que nos assombra.

contact / help

Contact TARDA

Streaming and
Download help

Redeem code

Report this album or account

If you like TARDA, you may also like: